Wainganga

O ano de 2002 chegava
ao fim, e a Alcatéia Ibiraguaçu com quase 40 crianças. A chefia resolveu que seria melhor dividir e montar a 2ª Alcatéia.

Em janeiro de 2003 foi feita a divisão das crianças e da chefia e programada uma atividade com todo o cuidado para que eles nem percebessem essa divisão. Assim no dia 15 de fevereiro de 2003, aconteceu a primeira atividade do ano.

Aplicamos então uma atividade dinâmica, descontraída e atrativa onde cada chefe estava caracterizado, Renato era o Baloo, Heidi era a Baguera e assim por diante.

O chefe Maurício (Jabá), começou contando a historia de como Mowgli foi para a Jângal e cada vez que ele dizia o nome de algum animal ex: Baloo, entravam os dois Baloos (Renato e Célia).

Depois de ter contado toda a história, ele mesmo deu a explicação
do que estava acontecendo, e que de agora em diante teríamos não
mais uma Alcatéia, mas sim duas fortes Alcatéias.

Á partir desse dia nasceu a “WAINGANGA” que é o nome do rio da
Jângal, onde existia a Alcatéia que recebeu Mowgli como filho.

Sua chefia era formada por membros adultos capazes de instruir e
ensinar as crianças nas mais diversas áreas como: física,
intelectual, social, afetiva, caráter e espiritual.

Eram eles:
Luisa Pires Ribeiro, Akela (Lobo mais velho da alcatéia, mais experiente); Renato Samuel Vieira, Baloo (Urso  cinzento que ensina eis da Jângal a Mowgli); Heidi Cristina Ribeiro, Baguera(Pantera negra que ensina Mowgli a caçar); Mônica Borges Bastos,Kaa (Cobra engenhosa, ensina a usar a inteligência); Herivelto Ribeiro, Lobo Gris (irmão de Mowgli, sempre ao seu lado)